quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Adaptação: Saia longa

Sou baixinha meço 1,61 e sim eu queria ter pelo menos 1,70, mas meu problema na tireoide e a genética do meu pai, me fez baixinha, só para vocês terem uma idéia o Maicon mede 1,90 me sinto uma anã perto dele, mas fazer o que, pelo menos posso usar e abusar de salto alto.

Quantas e quantas vezes eu vi na internet uma roupa que dizia, fica bom em mulheres altas nas baixinhas achata mais ainda, mas a danada da baixinha aqui adora e ai como faz? Concordo que existem sim certos tipos de roupas que me fazer parecer muito mais alta, tipo um short mais curto, ou um sapato com o peito do pé aberto, e sei também que uma saia longa me deixa mais baixa, mas eu amo as benditas!

Resolvi fazer um post mostrando as saias longas e como elas ficam em baixinhas e como devem ser evitadas nas baixinhas porque não é não usar, mas saber usar.


Adorei que eu consegui achar essas duas fotos, com a MESMA saia, só que sendo usada dos jeitos que eu queria ilustrar aqui, observem bem e vejam quem está parecendo mais alta?
As duas mulheres acima podem ter a mesma altura, mas uma está com a saia de cintura alta, e consequentemente parecendo mais alta, já a outra usa uma blusa comprida por cima da saia e um cinto marcando o quadril, mas vai dizer que ela não parece estar menor?


Outro exemplo, a moça de saia roxa, parece muito pequena, quando uso as minhas saias não saio com a blusa por cima, já fiz isso e me senti estranha.


Abaixo umas fotos de inspiração de saia longa de um jeito que nós baixinhas possamos usar!






Espero ter ajudado, até a próxima!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Luto


Talvez muitas pessoas não entendam o porque estou de luto junto com todo o meu Rio Grande do Sul, mas estou aqui para mostrar a minha solidariedade.

Ao acordar ontem, vi a notícia e um filme me passou pela cabeça, das vezes que eu fui para festa para me divertir, das vezes que a minha mãe me pediu para que eu não fosse em algumas festas, das vezes que como aqueles que estavam na boate só queriam se divertir, assim como eu quando saio.

Imagino a dor de pais e familiares das vítimas que hoje estão sendo sepultadas ou veladas.

Há pessoas no Brasil que não entendem e ainda fazem piada com a dor de centenas de famílias, vi diversas piadas de paulistas, cariocas, mineiros e outras naturalidades do Brasil fazendo piada com a nossa dor.

Hoje o meu Rio Grande do Sul amanheceu triste e sofrido, pois foram 231 (até agora e se Deus quiser não passará desse número), vidas de jovens de no máximo 25 anos que ficaram naquela boate.

Jovens que estavam começando uma vida, que tinham sonhos se não iguais bem parecidos com os meus, jovens que assim como eu estavam na faculdade, jovens que assim como eu estavam só querendo se divertir com os amigos.

Os culpados? hoje não importa, mas sim quero justiça, e sim quero que a fiscalização não falhe nunca mais, pois podia ser eu naquela boate na madrugada de domingo ou algum familiar meu. Felizmente ninguém da minha família estava em Santa Maria.

Minhas sinceras considerações a todas famílias que estão velando e sepultando seus jovens e também as famílias que estão nos hospitais esperando por notícias.

Deixo uma mensagem de Fabrício Carpinejar, que mostra como o meu Rio Grande do Sul está e vai ficar por muito tempo.

A MAIOR TRAGÉDIA DE NOSSAS VIDAS

Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça.
A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. 
Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. 
A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013. 
As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada. 
Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa. 
Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio. 
Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. 
Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.
Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. 
Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram. 
Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo? 
O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista. 
A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.
Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.
Mais de duzentos e quarenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.
Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. 
As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso. 
Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.
As palavras perderam o sentido.


Agradeço a todos os enfermeiros, médicos, psicólogos, policiais, bombeiros vocês sim são verdadeiros HERÓIS!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Cabelo: Coque Donut!

Eu sei que sumi, mas foi por uma ótima causa, as resoluções de ano já estão começando a acontecer e eu consegui o emprego dos meus sonhos, por isso o blog ficou jogado as traças, mas vou voltando ao pouquinho, porque a inspiração também está meio devagar ultimamente.

Usei muito na minha infância coque, seja para o ballet ou porque eu sempre tive cabelo comprido e o jeito que a minha mãe resolvia era fazendo coque no meu cabelo, então quando veio essa "moda" de usar coque donut, eu já estava familiarizada com o coque, mas para fazer esse tem que ter um acessório seja a esponja em forma de rosquinha mesmo que eu já vi para vender na internet, ou uma meia velha mesmo.

Aprendi a fazer a minhas nesse vídeo da Julia Petit, ela é super engraçada e faz parecer o mais elaborado penteado no mais simples.

Bom vamos ao meu coque donut, não fiz passo a passo porque no vídeo dá pra entender tudo direitinho!




Meu cabelo é mega comprido (eu vou cortar) então eu tive que rebolar para arrumar o cabelo que sobrou e isso que eu peguei duas meias e enrolei para o donout ficar mais cheinho.

Espero que tenham gostado e até a próxima!




quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Wishes for a new year!


Eu já havia comentado que iria fazer um post para coisas que eu queria para o ano que está começando, então aqui está, para começar eu fiz esse post aos poucos e comecei em 2012.

Quero que neste ano, todas as pessoas que eu amo, seja amigos, familiares ou conhecidos tenham muita saúde e felicidade.



Desejo que neste ano novo, minha avó consiga melhorar de saúde.
Desejo que neste ano novo, minha mãe tome vergonha na cara e comece uma dieta e emagreça
Desejo que neste ano novo, que eu consigo um bom emprego.
Desejo que neste ano novo, meu pai comece terapia.
Desejo que neste ano novo, eu passe em todas as cadeiras que eu fizer na faculdade
Desejo que neste ano novo, eu tenha pique para trabalhar e fazer todas as cadeiras que eu pretendo 
Desejo que neste ano novo, que a Rafaella nasça com muita saúde!
Desejo que neste ano novo, que a Laura continue sendo a princesa que sempre foi! 
Desejo que neste ano novo, que a minha saúde continue forte!
Desejo que neste ano novo, que o Maicon tome vergonha na cara e vá no médico.
Desejo que neste ano novo, o GRÊMIO ganhe a libertadores.
Desejo que neste ano novo, eu consiga economizar como eu sempre desejei.
Desejo que neste ano novo, eu tire a carteira de motorista
Desejo que neste ano novo, eu consiga viajar mais
Desejo que neste ano novo, eu consiga brincar bastante com as minhas afilhadas
Desejo que neste ano novo, eu consiga conciliar, namorado-trabalho-faculdade
Desejo que neste ano novo, eu só faça o que eu goste
Desejo que neste ano novo, que eu perca o medo de falar o que eu penso para algumas pessoas 
Desejo que neste ano novo, que todos ao meu redor encontrem a felicidade, sendo dando uma pequena sacudida na vida ou um giro de 360°.
Desejo a todos que 2013 comece e seja ele inteiro com muita felicidade, amor, sorte, porque não é só porque o ano mudou que vamos pensar nos nossos sonhos, vamos mantê-los vivos e realizá-los ao longo do ano.



SEJA BEM VINDO 2013!